21 de set de 2009

Primavera

Reli reflete sobre suas primaveras. Amanhã começa mais uma em sua vida com o começo dessa nova estação e hoje Reli completa algumas muitas devido à seu aniversário. Reli nunca se preocupou muito em comemorar, mas gosta que se lembrem. Talvez certa timidez em admitir reverencias. E dessa vez, Reli está longe de sua Cidade Natal, e as atenções próprias ao dia, tem gosto diferente. Tem gosto da chuva que está caindo em seu Estado de nascensa causando saudade de ver o morro todo úmido e as encostas pedregosas brilhando. Tem gosto do cheiro de terra e asfalto molhado. Tem gosto dos longos papos com as amigas daquele lugar. Tem gosto do carinho de mãe que dá o primeiro Feliz Aniversário logo quando se acorda. Tem gosto do jantar na casa da Tia, ou do jantar de comemoração com as amigas, ou do jantar com seu namorado, ou simplesmente da comidinha de sua antiga casa. Tem gosto de brincar com seu parceiro de como deve ser exageradamente bem servida dias a fio em razão de sua comemoração. Gosto de se fazer o que é rotina mesmo soando estranho nesse dia diferenciado. Gosto de ser especial, que seja pra uns poucos. Tem gosto de falar com os que moram em outros países e são muito queridos. Reli reflete em como estão sendo profundas, difíceis e produtivas as mudanças da sua vida. Transformações que não são tão visíveis aos olhos dos que não percebem seu interior, mas que se farão notar ao longo dos tempos no exterior. Reli reflete em como sua sensibilidade tem se mostrado viva, intuitiva e certeira. Reli tem percebido como seu corpo fala. Como sempre falou e não havia uma Reli pronta para escutá-lo. Como sempre traduziu o que ia dentro dela pra que ficasse claro mesmo não ficando. A máquina perfeita.  Mas tudo tem sua hora. A hora certa. E ela vem sem esforço. A hora certa. Ela simplesmente acontece. Porque se não for a hora certa, não vem, a não ser com muita luta e sofrimento. Mas há os que precisam teimosamente passar por guerras. Pra que se sintam vencedores. Ou vivos. Aniversário tem gosto de se passar por mais uma etapa. Tem gosto de amadurecimento e mesmo assim se sentir com a idade de ontem e não de hoje. Esse aniversário tem gosto de nostalgia. Gosto do que não é mais. Gosto do mergulho num mundo desconhecido. Gosto de novas atitudes.  Gosto de poder conseguir refletir sobre tudo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário